terça-feira, julho 24, 2007

A sombra!


Se a sombra é o que se opõe à luz também é a imagem das coisas fugidias , irreais e mutáveis.
A sombra é um aspecto yin. Alias há quem considere que a dupla determinação do pensamento chinês foi primitivamente representado pela vertente sombria do vale oposto à vertente ensolarada.
Para muitos povos africanos a sombra é considerada a segunda natureza dos seres e frequentemente ligada à morte. Segundo Negritos Semang "no reino dos mortos apenas se alimentam da sombra das coisas, levam uma vida de sombra".
Os indios do norte do Canada a alma e a sombra separam-se na altura da morte; a alma atinge o reino do Lobo enquanto a sombra fica na proximidade do tumúlo e mantem a proximidade com os vivos (é a ela que se destinam as oferendas depositadas nos tumúlos). Por vezes a alma e a sombra reunem-se de novo reconstituindo um novo ser.
Para os Iacutes a sombra é uma das 3 almas e as crianças estão proibidas de brincar com a sombra (Hara)....
Na tradição o homem que vendeu a alma ao diabo perdeu também a sua sombra... significando aí que deixou de pertencer a si mesmo...logo não tem ser.
A psicanálise jungiana classifica como sombra tudo o que o indivíduo recusa reconhecer ou admitir e que no entanto se lhe impõe sempre directa ou indirectamente.
Até nos contos de Andersen temos um que se chama "a Sombra"; nele retrata a vida de um individuo levado pelos caprichos ferozes da Sombra, o equivalente do reflexo ou do duplo.
Os gregos faziam os seus sacrificios ao meio-dia ou da hora sem sombra.
A ausência de sombra para os chineses é a condição dos imortais.
A posição imperial em que a posição central do corpo é uma vertical ao sol no seu zenite ilustra o principio da não sombra.
Debaixo da arvore de kien eixo do mundo por onde sobem e descem os soberanos não há nem sombra nem eco.
Para os ismaelitas a hora em que a alma já não faz sombra é a hora da paz interior
Uma boa semana sem sombras ;)!
Foto: Junho 2007- serra da estrela...reflexo na água à tarde

Etiquetas:

5 Comments:

Blogger wind said...

Magnífica "aula" de informação e formação, para belíssima fotografia:)
Beijos

2:32 da manhã  
Blogger Cila said...

wind
espero que tenhas bom fim de semana.

beijinhos

10:24 da manhã  
Blogger Parrot said...

:)))

A Cila e os seus sábios ensinamentos. ;)
Mas também existe a outra sombra, aquela que nos protege do calor. A sombra como refugio e nos permite reconforto para enfrentar os dias tórridos...a sombra “amiga” que dada por uma árvore...a sombra no deserto..:)

Um beijo Cila. Com este sol, aproveita a sombra, um dia com sombra, mas não um dia sombrio. :)

11:08 da manhã  
Blogger Alien8 said...

Excelente, Cila. Mas eu gosto da sombra: daquela em que se pode estar quando o calor aperta, ou daquela outra em que a visibilidade não é demasiada para o meu gosto :)

Um beijo.

10:59 da tarde  
Blogger MariaTuché said...

Obrigada Cila,

Todos os dias aprendo algo novo neste mundo dos blogs.

Um beijo cheio de sol e pouca sombra.

1:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home