sexta-feira, dezembro 21, 2007

Cuba


Acabada de chegar de Cuba, entre havana e varadero deixo-vos esta imagem do entardecer na praia deVaradero após uma chuvada tropical.
Espero ainda nas férias fazer uma reportagem sobre Cuba... mas vou usar algumas fotos emprestadas pois a minha maquina fotográfica "voou" à chegada a Varadero.
Eu que fiquei apaixonada pela diversidade de gente e costumes em Havana não vou poder demonstra-lo como gostaria. Por agora apenas vou contar um episódio caricato que me aconteceu na boa tradição de "marreta da família":
As varandas povoadas da velha Havana, com gente e animais fascinaram-me .....e puseram-me de tal maneira de cabeça no ar (a tirar fotos), que nem vi que uma tampa de um escoadouro estava desviada. Foi de tal modo, que quando dei por mim estava lá enfiada até à cintura ....para recordação fiquei com um hematoma em forma de Cuba na anca. Mas verdade seja dita, que o povo cubano é atento, pois ainda não tinha acabado de cair já tinha dois cubanos a puxarem-me para fora do buraco.... bendito Povo!!!
Desejo a todos uma boa época natalícia!

Etiquetas: ,

14 Comments:

Blogger Nunovsky said...

Feliz Natal, Cila :)

Beijo

5:52 da tarde  
Blogger Cila said...

Nunosvsky
para ti tb... que tenhas um Natal com tudo o que desejares.
beijo

8:54 da tarde  
Blogger Pêndulo said...

Um bom Natal para ti, família e amigos.

11:20 da manhã  
Blogger Eric Blair said...

méri crista

4:23 da tarde  
Blogger Mocho Falante said...

Querida Cila, está na minha lista de visitas Cuba, ainda não foi este ano, mas será se Deus quiser um dia destes..

passei para dar uma beijoca de Feliz Natal e que 2008 seja cheio de coisas boas

7:58 da tarde  
Blogger PiresF said...

História Antiga

Era uma vez, lá na Judeia, um rei.
Feio bicho, de resto:
Uma cara de burro sem cabresto
E duas grandes tranças.
A gente olhava, reparava e via
Que naquela figura não havia
Olhos de quem gosta de crianças.

E, na verdade, assim acontecia.
Porque um dia,
O malvado,
Só por ter o poder de quem é rei
Por não ter coração,
Sem mais nem menos,
Mandou matar quantos eram pequenos
Nas cidades e aldeias da nação.

Mas, por acaso ou milagre, aconteceu
Que, num burrinho pela areia fora,
Fugiu
Daquelas mãos de sangue um pequenito
Que o vivo sol da vida acarinhou;
E bastou
Esse palmo de sonho
Para encher este mundo de alegria;
Para crescer, ser Deus;
E meter no inferno o tal das tranças,
Só porque ele não gostava de crianças.

Miguel Torga


Um Excelente Natal para ti e toda a família.

8:11 da tarde  
Blogger Cila said...

pendulo
um natal cheio de prendinhas para esses olhos preciosos que vêm o que mais ninguem vê,
beijinhos para ti e para os teus

9:56 da tarde  
Blogger Cila said...

eric
tudo o q desejares neste natal...beijokas

9:57 da tarde  
Blogger Cila said...

mocho
que tenhas um feliz natal e que cuba seja um dos destinos.
Hasta la vitoria .....direi da democracia.
beijokas e muitas prendinhas

9:58 da tarde  
Blogger Cila said...

piresf
que bela poesia me enviaste neste natal...um torga mesmo a calhar.

Desejo-te que sempre mas sempre tenhas sorte amor e tudo mais que ambicionas
beijinhos

9:59 da tarde  
Blogger PortoCroft said...

Cila,

Feliz Natal para ti e todos os teus.

Beijos.

9:59 da tarde  
Blogger Cila said...

portocroft
feliz natal para ti tb
beijinhos

10:20 da tarde  
Blogger Caracolinha said...

Excelente e encaracolado 2008 ... beijocas da miúda da casquinha ... :)

1:40 da tarde  
Blogger Cila said...

caracolinha
excelente ano tb para ti
beijinhos

1:26 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home