terça-feira, dezembro 08, 2009

A marca do fogo




Apeteceu-me voltar .... e apetece brincar com o "fogo".
O fogo só existe quando três elementos se juntam e formam o "Triângulo da Combustão". São eles: - Combustível - Calor - Oxigênio comburente
Na filosofia grega o fogo é um dos quatro elementos, associado a qualidades de energia, assertividade e paixão. O fogo pode ser "sagrado", assim um dos mitos gregos é o de Prometeu que roubou o fogo a Zeus para proteger os humanos, tendo sido punido por isso. É esta alegoria da Chama Olimpica, que desde a antiguidade (em Olimpia) se mantinha aceso um fogo que ardia enquanto durassem as competições. Esta tradição foi reintroduzida nos jogos olimpicosmodernos de verão de 1928.
Os gregos distinguiam entre o fogo destrutivo (Hades) e o creativo (Hefaistes) .
Na medicina grega cada um dos 4 humores é 1 elemento; o fogo é o elemento amarelo bilioso ( quente e seco).
Na medicina medieval o fogo correspondia ao verão; ao temperamento colérico, ao ponto cardinal este.
Os animais representativos do fogo são a salamandra, a fénix e o dragão
No pentagrama o fogo está no ponto inferior direito.
O fogo representa a creatividade e a paixão; portanto uma força activa que incarna a criação e as coisas animadas.
Em culturas antigas e mitos o fogo é conhecido como purificador da terra através das chamas da destruição, e também renovador da vida. As histórias mitológicas do fogo são relacionadas com o sol.
Na evolução do homem o fogo foi a uma das suas maiores conquistas, pois aprendeu a utilizar a sua força em seu proveito, extraindo a energia ou moldando a natureza em seu benefício. O fogo também foi o maior responsável pela sobrevivência do ser humano e pelo grau de desenvolvimento da humanidade. Na antiguidade o fogo era visto como uma das partes fundamentais que formariam a matéria. Os alquimistas acreditavam que o fogo tinha propriedades de transformação da matéria alterando determinadas propriedades químicas das substâncias, e foi muito utilizado na quimerica busca de transmutação em ouro.
A realação do homem com o fogo será etrenamente um dualismo; representando-se sempre uma força criadora e destruidora.


Uma boa semana!

Etiquetas: